Obras da lei? Não fique debaixo de Maldição.



“Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição (Gl 3.10)”.

Adventismo do Sétimo Dia Ensina  que a lei moral (que acredita ser os Dez Mandamentos) é a eterna lei de Deus, e que a lei cerimonial consiste em “preceitos, holocaustos, ofertas, formalidades sacerdotais, ritual do santuário, festas anuais, luas novas, abluções, manjares, sábados”.

Resposta Apologética – Ao contrário do raciocínio dos adventistas, a Bíblia ensina que há uma só lei, que consiste em 613 mandamentos do livro da lei ou Pentateuco: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. O Legislador dessa lei é Deus. Devido ao fato de ter sido entregue a Israel por meio de Moisés, essa lei, às vezes, é chamada de “lei do Senhor” (1Cr 22.12) ou “lei de Deus” (Js 24.26) e, às vezes, de “lei de Moisés” (Js 23.6). Logo, expressões como “lei de Deus”, “lei do Senhor” e “lei de Moisés” são intercambiável e não significam duas leis distintas.

     No texto em referencia, lemos: “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição;  porque estão escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que
estão escritas no livro da lei, para fazê-las”. Como podemos constatar, a Bíblia não afirma que é maldito aquele que não guardar os Dez Mandamentos, mas aquele que não guardar tudo o que está escrito no livro da lei. Mas isso se tornou uma impossibilidade, porque, como o próprio apóstolo prossegue dizendo, “é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus” (3.11). dada a impossibilidade de se guardar todos os 613 mandamentos, a Bíblia declara que a lei nos serviu de aio(mentor de crianças) para nos conduzir a Cristo, mas, depois que a fé veio, já não estamos mais debaixo de aio(V. comentário da referencia 3.24).

AIO
Escravo ou pessoa de confiança que cuidava de um menino grego ou romano, educando-o ou disciplinando-o até que ele fosse maior de idade (Gl 3.24-25).



“Logo, para que é a lei?”

Adventismo do Sétimo Dia diz que a palavra lei trata da lei cerimonial, ab-rogada na cruz.


Resposta Apologética – Nem Jesus nem os apóstolos conheciam a separação da lei de Moisés conforme ensinada por essa seita: lei moral (compreendendo os Dez Mandamentos)e lei cerimonial (todo o resto) . Em verdade, a divisão da lei é fictícia. Os próprios adventistas admitem isso, pois declaram : “Seria útil classificarmos as leis do Velho Testamento em várias categorias: 1) lei moral; 2) lei cerimonial; 3) lei civil; 4)estatutos e juízos; 5) leis de saúde. Essa classificação é em parte, artificial”. Logo, cai por terra a teoria que divide a lei em duas: moral e cerimonial.


Nós não visamos ofender nenhum seguimento religioso ou qualquer tipo de outra coisa, mas revelar a verdade bíblica para que as pessoas conheçam o que é a verdade que está em Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador e redentor de nossas vidas.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.