Teste Teste Teste Teste

BANNER 728X90

Afinal, Malaquias 3.8, 9 e 10 é para nós?

                        Estudo rápido sobre Malaquias para os que pregam o dízimo.

           Nem preciso utilizar de argumentos teológicos para algo tão simples e muitos menos de traduções do hebraico. Apenas vamos ler e interpretar.

Bom, muitos pregam Malaquias 3.10, afirmando, de forma veemente, que quem não entrega o dízimo está roubando a Deus.

Será mesmo?

Acho que uma parte da História do Brasil ficou oculta aos olhos de muitos. Mas você pode se perguntar o que tem a ver história do Brasil com esse assunto. Pois bem, no Brasil, a igreja católica cobrava o dízimo dos seus fiéis. Falo do ano de 1500 quando o Brasil fora descoberto. Cristãos da época não
cobravam dízimo algum, apenas aceitavam algumas ofertas voluntárias.

Acho impressionante como, no brasil, ainda existam analfabetos por escolha e não por falta de oportunidade. As pessoas pregam o que querem e a maioria está aceitando. Você precisa criticar o texto que está sendo pregado/lido, como os crentes de Bereia faziam.

Vamos analisar o texto:

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes”.
Malaquias 3:10

OBS: Lembrando que Texto sem Contexto é um Pretexto para Heresia.

Texto são as passagens propriamente ditas; contexto são as passagens que estão envolvidas antes de chegarmos a capítulo e versículo que queremos e depois dele; pretexto é uma desculpa para uma ideia não justificada; heresia podemos dizer que é algo que não é verdade.

Muito bem! Agora, para quem Deus estava se dirigindo ao usar o Profeta Malaquias? É muito simples sabermos. Bastar lermos o começo de Malaquias. Simples, não é?

Veja:
         O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome?
Malaquias 1:6

Opa! Quem? Veja: “a vós, ó sacerdotes”. Então Deus estava falando com os Sacerdotes. E por que pregam que essas palavras são para o povo? Até hoje não sei! Claro, igreja dá dinheiro. E muito dinheiro!
Mas não acaba não. Deus mostra novamente a quem ele estava se dirigindo:

"Agora, ó sacerdotes, este mandamento é para vós"
Malaquias 2:1

Deus já começa dizendo a quem ele está se referindo: Aos “Sacerdotes”. Esta claro Deus falando “Sacerdotes, este mandamento é para vocês”.

Agora, veja bem a quem Deus está se referindo a aliança e o acordo do dízimo:

Então sabereis que eu vos enviei este mandamento, para que a minha aliança fosse com Levi, diz o Senhor dos Exércitos.
Malaquias 2:4

Bom, acompanhe pela tua bíblia aí e veja você mesmo. Leia atentamente:

 “para que a minha aliança fosse com Levi”. 

Ou seja, com a tribo de Levi.
Pois é, como você mesmo leu, Deus dirigiu-se aos sacerdotes, e aliança do dízimo era mesmo com tribo de Levi, somente.

Aí você pode se perguntar, mas e aquela história de devorador...espírito devorador...? Bom, pois é, o que tenho a te dizer é que não existe isso de espírito devorador em Malaquias. Alguém colocou lá e não foi Malaquias e nem Deus. Para teu conhecimento, devorador, nesse sentido, são pragas como gafanhotos. Existiam situações em que os agricultores perdiam todo o seu trigo porque os milhões de gafanhotos devoravam toda a colheita. Por isso “devorador”.

Certo. Agora vamos para onde grande parte gosta: Malaquias 3.10
"10 Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes."
Uma garantia 100%! Melhor do que investir na bolsa de valores! Retorno 100% garantido logo por quem: DEUS, O ETERNO!
So que não é bem assim que funciona. A grande maioria(para nao dizer todos) prega, ensina completamente errado.

Num discurso, sempre existe o "emissor(quem está falando)", o "receptor(quem está ouvindo)" e a mensagem(de quem ou o que estão falando).

Em malaquias, que fala é: DEUS; ELE falando com os filhos de Jacó; sobre não deixar de ajudar e garantia de que se ajudarem, o próprio DEUS vai abrir as porta do céu. Esta fala não está direcionada a todos os povos, mas unicamente ao povo de Israel(filhos de Jacó).

Vamos começar descendo do versículo 10 até o versículo 6 de Malaquias 3, para melhor ficar o entendimento.

Vejamos:

Malaquias 3.
9 Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.
Preste bastante atenção a partir de agora. Veja no final do versículo a expressão "toda esta nação". Agora quem é esta nação? 
Para responder, diretamente, a esta pergunta, é preciso ver o versículo 6, vejamos:
6 Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.
"por isso vós, ó filhos de Jacó", em outras palavras, "por isso, vocês, ó filhos de Jacó". Toda carta é direcionada aos filhos de Jacó. Este teve o seu nome mudado por DEUS e passou a se chamar "Israel". Portanto, é notório que DEUS falara a "esta nação", que são os "filhos de Jacó"

Malaquias 3.10 em seu sentido único tem um cunho de prosperidade com retorno 100% garantido, como pregam muitos teólogos da prosperidade. Mas quando esse versículo é colocado a contexto de Malaquias 1.6, 2.1, 2.4, 3.6, 3.9 fica claro e evidente que DEUS está falando especificamente ao um povo: filhos de Jacó.

A única prosperidade financeira existente é quando trabalhamos para nos sustentarmos. Esses gulosos da teoria, ou melhor, da teologia da prosperidade usam de técnica psicológica e manipulam textos para conseguirem o que querem. Veja você o que você quer para a tua vida com Deus, com tua família.

Dízimo é é para entregamos. Como vimos. Mas temos que ajudar da forma que podemos. É importante que um trabalho social seja feito naquela comunidade, sociedade. Isto pode ser feito de várias maneira, com e sem dinheiro. Vai da visão de cada um. Tudo deve ser feito para glória de DEUS e sinceridade de coração.

Deus não é limitado e não vai deixar de te ajudar só porque outros te amaldiçoam. Ajude voluntariamente. Esta é a vontade de Deus. Obediência é o que Deus quer.



Por: Carlos Oliveira



Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste